Gwen Stefani fala sobre “Just A Girl” para a People.

Neste “dia da mulher,” não há nada mais apropriado do que falar sobre o sucesso feminista de Gwen Stefani: Just A Girl. Confira uma entrevista que ela deu para a People traduzida por nossa equipe:


Gwen Stefani conta como o sucesso de No Doubt, Just A Girl, surgiu.

Antes de estar no The Voice, Gwen Stefani era apenas uma garota [“just a girl“] em uma banda de ska-punk.

Desde que se separou do No Doubt e desenvolveu sua própria carreira solo, a cantora acumulou muito sucesso, mas admite que seus primeiros dias compondo Just A Girl ainda repercutem nela até hoje.

Em um exclusivo vídeo por-trás-das-câmeras, Stefani, 47, compartilha a história por trás do estrondoso sucesso de 1995 da banda do Sul da Califórnia. “Eu tinha literalmente acabado de começar a compor, eu nem sabia que sabia como compor” ela recordou.

“Meus pais eram muito rigorosos comigo e eu estava morando em casa [com eles], até nos meus 20 anos. E eu tinha que chegar em casa e bater na porta deles. E era frustrante porque eu já era, tipo, mais velha”, Stefani lembrou-se sobre o que a inspirou para escrever a letra.

“Eu consigo me lembrar de ter pensado: ‘Uau, estou no carro agora, estou dirigindo para casa, é tipo uma da manhã e se algo realmente acontecesse comigo, eu sou vulnerável porque sou uma garota. E você começa a pensar, ‘Uau, talvez as pessoas realmente olhem para mim de forma diferente porque sou uma mulher,” disse ela.

tumblr_nyqx8nRyS11r8koc1o1_1280

“Eu só queria escrever uma música para expressar como estava me sentindo naquele momento e, nem em meus sonhos mais loucos, achei que alguém a escutaria,” a mãe de três filhos admitiu.

Just A Girl foi o segundo single bem sucedido de No Doubt, depois de Squeal, de 1994. A banda estava junta há oito anos (desde 1986) antes de serem disparados até a fama com seu terceiro álbum, Tragic Kingdom, que incluía Just A Girl como o primeiro single.

Quanto a como ela se sente sobre a canção hoje em dia, ela a leva de volta àqueles dias em Anaheim, Califórnia, com seus ex-companheiros de banda Tom Dumont e Tony Kanal.

“Essa música foi incrível e eu me lembro de criar cada frase”, Stefani orgulhosamente compartilhou. “Eu tenho uma memória muito ruim, mas realmente, realmente me recordo daquele momento e de sentir que podia me identificar comigo mesma e com a música… Eu senti que ela realmente ecoava exatamente como me sentia.”

Acrescentando, “Eu acho que quando canto essa música agora, ainda parece que ela representa, está além de uma idade, ela simplesmente representa um sentimento, então eu me sinto muito orgulhosa disso”.


Fonte: People